SIGA POR E-MAIL

terça-feira, 3 de abril de 2012

O problema não está no convite, mas, na sua aceitação...

                              OURO E JUSTIÇA OU OURO É JUSTIÇA ?


VEJA AO FINAL DA NOTICIA O QUE DIZ A CEF-CAIXA ECONOMICA SOBRE PATROCINIO DE FESTANÇAS DO JUDICIÁRIO E ENTENDA PORQUE AS CONTAS SOMEM NA CEF,CASO DO SINDJA JA AQUI PUBLICADO E QUANDO SAI UMA SENTENÇA, CEF NÃO CUMPRE E FICA POR ISSO MESMO.       TUTTI BUONNA GENTE!

Diariamente ouve-se falar de condutas não apropriadas aos homens públicos ou que prestam serviços públicos.Hoje aparace mais esta bomba sobre o Poder Judiciário.
A noticia foi publicada originariamente no site cujo link vai indicado abaixo.Leia:
_______________________________________________________________
Tim-tim banqueiro no coquetel para magistrados
(30.03.12)

A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil pagarão as despesas de um evento festivo do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (SP e MS) na próxima segunda-feira (2 de abril) no Theatro Municipal de São Paulo. A CEF desembolsará R$ 150 mil e o BB, R$ 75 mil.
Com o duplo patrocínio banqueiro, o tribunal oferecerá recepção e coquetel para comemorar a posse de seus novos dirigentes: os desembargadores Newton De Lucca (presidente), Salette Nascimento (vice) e Fábio Prieto (corregedor).
 Eles já tomaram posse oficialmente em 17 de fevereiro no TRF-3, na presença de representantes do Legislativo, do Executivo, do Ministério Público e da OAB. O tribunal alega que a posse se deu na véspera do Carnaval e decidiu - agora, 45 dias depois, fazer a comemoração agora em local mais amplo, "sem dispêndio de recursos públicos".
O presidente da Associação dos Juízes Federais de São Paulo e Mato Grosso do Sul, juiz Ricardo Rezende, diz que foi procurado pelo desembargador De Lucca e pelo Banco do Brasil para "auxiliar na organização do evento" no teatro. A associação concordou em intermediar os recursos do BB. A CEF decidiu fazer o pagamento diretamente.

Segundo Rezende, os recursos do BB cobrirão as despesas com "valet", decoração e convites. A CEF pagará o coquetel. A Secretaria da Cultura - que administra o Theatro Municipal - diz que houve dispensa de pagamento pelo espaço e que nele haverá apresentação do Coral da Sinfônica de Heliópolis e Coral da Unifesp, contratados pelo próprio órgão.
 O TRF-3 é grande cliente da CEF, que administra os depósitos judiciais do tribunal. No tribunal tramitam processos, oriundos de São Paulo e Mato Grosso do Sul,  em que a CEF é parte em São Paulo e em Mato Grosso do Sul.
Em agosto de 2008, o jornal Folha de São Paulo revelou que a Associação dos Juízes Federais do Brasil captou dinheiro junto a empresas privadas para custear parte dos gastos de um encontro promovido pelo TRF-2 (sede no RJ) num luxuoso resort em Búzios (RJ).
 Em 2009 a Ajufe e outras entidades fizeram recepção para comemorar a posse de Dias Toffoli no STF. Na época, a CEF repassou R$ 40 mil como "colaboração".
Contrapontos
* O presidente da Ajufesp, Ricardo Rezende, diz que o TRF-3 deveria ter verbas para solenidades "para não depender do auxílio de outras entidades" e que "a celebração da posse" é comum nas instâncias da República.
* O TRF-3 informou que, como a posse ocorreu na véspera do Carnaval, optou por realizar o evento comemorativo em outro prédio, "sem dispêndio de recursos públicos".
 * A CEF diz que houve "solicitação formal do TRF-3" para o patrocínio e que já aderiu a outros eventos do Judiciário.( Com o dinheiro sumido de contas desaparecidas)

     SEGUNDO A CEF ESTA CONTA NUNCA EXISTIU EM SEU SISTEMA!

 * O BB diz que "o patrocínio foi oferecido ao banco pela instituição organizadora do evento, a Ajufesp", e visa fortalecer "a marca da empresa junto ao público".

Nenhum comentário:

Postar um comentário