SIGA POR E-MAIL

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

A DECADENCIA DOS HOMENS NA MAGISTRATURA

Ficamos estarrecidos com a situação em que um magistrado está sob a saraivada de TRES denúncias contra si. Imagine só se uma pessoa comum, como nós, conseguiria dormir tranquila diante de tanta acusação!
É preciso ser muito equilibrado. So uma pessoa com tal formação e nivel de poder poderia atuar tão bem diante de tantas maledicencias contra si.Pobre juiz!
Desejamos paz e sorte ao magistrado sob a mira do CNJ e da Corregedoria de seu TJ.
TRES LINKS QUE MOSTRAM A TRISTE SITUAÇÃO,LEIA:   





quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL AO SINDJA


Estamos quase chegando à epoca da arrecadação das Contribuições Sindicais e por mais um ano parece que o SINDJA estará fora da lista de sindicatos que recebem as contribuições como deveria ser,mas não é por causa da corrupção e desmandos dos ptralhas que se instalaram no Brasil e cobram pedágios para executarem o serviço que em nada lhes compete meter o bedelho.
Pior ainda no caso do SINDJA que recebeu uma SENTENÇA JUDICIAL favoravel, mandando o MTE-Ministerio do Trabalho e Emprego(sic!) finalizar os atos de registro do SINDJA e assim emitir a Guia  de Arrecadação da Cintribuição Sindical disponibilizando-a no site do MTE mas os engraçadinhos que não respeitam a lei, nada obedecem e assim o tempo passa enquanto uns outros (sim porque há os do MTE) aloprados que vivem criando "conselhos" para venderem status e carteiras de juiz ficam falando aos quatro cantos que o SINDJA vive de arrecadações.
Ora, tivesse o SINDJA a arrecadação que muitos sonham, até poderiamos ter pago o pedagio que é cobrado no MTE desde o tempo do ex ministro Luiz Marinho hoje prefeito em Santo Bernardo do Campo e que não foi aliviado na gestão do festivo Carlos Lupi do PDT.
Em ambas as gestões as coleiras eram as mesmas e o assunto persiste.Corrupção sistemica. Assessoria podre e que, no nosso entender, é mandada fazer isso.Claro, se não fosse ja teria caido a cambada toda.
Enquanto isto, so hoje, temos mais de 100 consultas sobre o numero da SINDJA para que as Contribuições Sindicais sejam depositadas ou recolhidas. Mas,pelo visto, não teremos isto nem mesmo em 2012.
Pior é nosso associado e advogado que  é cheio de melindres e tem uma vida social profissional intensa e fica inerte sem brigar por nosso direito para não bater de frente com setores que afetariam sua carreira juridica. Nós presos a ele por contrato!
Nosso presdiente sofre com tudo isso.Não é por menos que ja teve dois infartos.
Mas, como diz o velho ditado, "todo porco tem seu dia de banquete". Assim confiamos que um dia esses porquinhos que tanto atrapalham o SINDJA, a qualquer hora será assados a pururuca e o SINDJA poderá, então , viver sua missão em paz e tranquilidade.
Até a conta corrente do SINDJA na CEF-Caixa Economica Federal desapareceu por causa dessa briga entre SINDJA e Governo.
Vejam ai o cartão da conta corrente.Sumiu.tentem fazer um deposito de R$1 e vejam aresposta do caixa da CEF. Cartão valido até JULHO de 2016 e no computador do SINDJA tem até o programa da CEF para emissão de boletos.mas eles sumiram com a conta do sindicato e mais duas contas de dois diretores. Ações estão no TRF contra a CEF.
Lutemos!
As instituições arbitrais, os camaradas juizes arbitraais e conciliadores, devem depositar em juizo as contribuições á favor do SINDJA CNPJ nº 05.801.132/0001/36 em qualquer Vara Federal. Pode ser no Juizado Especial Federal.Basta consignar o recolhimento em nome do SINDJA/MTE.

CONSULTAS QUE NÃO PARAM DE CHAGAR E SÃO RESPONDIDAS


Muitas consultas são feitas diariamente ao SINDJA sobre cursos, "carteiras de juiz" e outros assuntos mais.
Quanto aos cursos e carteiras, recebemos a mensagem que está após a nossa resposta e ambas estão sendo aqui publicadas para bem esclarecermos nossos colegas de luta profissional.Leiam por favor:

 "Prezada Senhora,
agradecemos a consulta e informamos que essas tais carteiras chamadas por uns de "funcionais" não passam de crachás que foram vendidos a peso de ouro por estelionatários de plantão.
Outros mais ousados fabricaram até carteira de juiz FEDERAL,como ainda acontece com uns tais "conselhos", sendo que somente o Governo pode criar um conselho profissional e sobre isto o SINDJA é CONTRA porque é o mesmo caso dos Jornalistas que não podem ter um "conselho" senão estariam amordaçados pelos politicos e se julgassem uma causa contra os interesses de algum politico influente seria perseguido e perderia sua credencial.
Pense nisto e seja sempre CONTRA conselhos! Siga apenas o BOM CONSELHO do SINDJA!
Aqui lutamos a favor dos bons profissionais que trabalham e não fazem falcatruas,burras, expondo-se ao poder policial e judicial.
Aqui lutamos para que a Lei da Arbitraagem permaneça como está e nunca que se torne de uso exclusivo de grupos como os advogados.
Quanto a essas pessoas que estão oferecendo curso, até ai é normal.Esperamos que não estejam usando o nome do SINDJA sem serem autorizadas.
Só em não oferecerem "carteiras" já estão demonstrando que estão respeitando a Arbitragem.Esperamos que não ensinem que tribunais Arbitrais podem mandar prender e que podem se tornar empresas de  obrança e coagir pessoas.
Veja, a unica instituição que pode emitir uma carteira de identificação, acaba sendo o SINDJA porque é o sindicato da classe e sendo NACIONAL, atua como uma FEDERAÇÃO, com é a FENAJE-Federação Nacional dos Jornalistas que emite as carteiras dos jornalistas.
Explicamos bem explicado, para que saibam todos, o porque de  o SINDJA ser tão combatido pelos vendedores de carteira e pelos outros que exportam clausulas e serviços arbitrais para a AAA-American Arbitration Association.
De um lado os malfeitores que são a "elite bandida da arbitargem" e que praticam  a  tal "picarbitragem"  e de outro a "elite espoliadora da arbitragem"  que dormiu no ponto e se esqueceu de fundar o sindicato e ficou só nos "conselhos" bajulando governos e se locupletando  de um status vazio e por isso combatem o SINDJABRASIL que é o SEU sindicato de verdade.
Na certeza de que lhe respondemos à contento, convidamo-la para fazer parte do quadro de cadastrados, ajudando a fortalecer o SINDJABRASIL e a categoria.
Saudações Sindicais.
Secretaria Executiva do SINDJA
Citando Abadia <@gmail.com>:


ABAIXO A MENSAGEM RECEBIDA:

Boa noite, sou de Goiânia - GO
e venho por meio deste solicitar esclarecimentos a respeito do curso
de juízes arbitrais pois em Goiânia
ha duas juízas ministrando o curso e o mesmo não tem funcional e somente ha
um certificado, eu quero saber
de vocês se isso e normal ou se ha alguma irregularidade neste quesito, ou
se realmente um juiz arbitral de uma Câmara ou corte
de conciliação não pode ter funcional e caso possa  se a mesma tem
validade.
Sem mais para o momento aguardo um retorno de minhas indagações a respeito.